Sobre o site

 

 

Com este trabalho queremos ajudar cada leitor a perceber que, mesmo diante das dificuldades emocionais, há possibilidades de superação!

 

Nossa proposta é; produzir materiais e conceder orientação profissional que favoreçam na compreensão de que: Buscar o desenvolvimento pessoal e o cuidado com a saúde são recursos indispensáveis!

CRP 06/6715/J

 

Please reload

Artigos em destaque

 

 

 

Contato

 

 

Direcionaremos suas dúvidas:

 

(11) 2598-1096
(11) 97295-0305

 

E-mail: desenvolvendopersonalidade@gmail.com

 

Atendimentos realizados nas cidades de:

 

Santo André (SP) - Centro

São Paulo (SP) - Pinheiros

  • Wix Facebook page
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Juras de amor eterno

27.12.2015

 Quem nunca em algum momento da vida prometeu amor eterno ao seu par? Prometeu com forte veemência amar até o último suspiro, com todas as forças possíveis e impossíveis? Quem nunca?


Fazendo uma leitura sobre um prisma poético, essa demonstração de afeto é bonita, impactante e acima de tudo muito romântica também.
Fazendo uma leitura pragmática, se percebe o quanto essa promessa pode se cumprir, mas ao mesmo tempo também pode não acontecer. 


Quando estamos apaixonados, acabamos colocando no par amoroso o sentido das nossas vidas, a razão pela qual iremos enviar esforços para de fato dar uma razão a tudo. É um movimento interessante, mas extremamente perigoso. Será justo com você mesmo, dar o total poder do sentido da sua vida nas mãos do seu par amoroso? Quando se promete amor eterno, é como se você estivesse de fato procurando uma garantia absoluta em relações humanas.

 

Falando pra você mesmo "TEM QUE DAR, E VAI DAR CERTO". 
Pensemos: como que você poderá garantir o seu sentimento amoroso de amanhã? Como que você terá certeza que no futuro amará essa pessoa? Aliás, como que você poderá ter certeza de qualquer coisa na sua vida?

 

Procuramos garantias em tudo, construindo nossas vidas de forma que exista uma certa garantia para o futuro, mas a qualquer momento as contingencias mudam, e certeza mesmo... só temos da morte. Garantir e prometer sentimentos para sempre ao par amoroso é muito subjetivo.


Acredito que você possa nesse momento querer amar a pessoa por toda sua vida, mas prometer e garantir que para sempre irá amá-la, aconteça o que acontecer, está fora do seu leque de possibilidades. Ninguém pode ter uma responsabilidade dessa magnitude, de ter que te fazer feliz em um "contrato" afetivo que tem a duração da vida inteira. Pode dar certo? Pode, mas pode dar errado também, e se der errado você sempre vai ter um reforço negativo de que as relações amorosas são fadadas ao fracasso e que ninguém cumpre com aquilo que foi prometido. 


O poder e a responsabilidade de se amar, acima de tudo tem que vir de você para você, nunca delegado para outra pessoa.
Se conhecer, percebendo que por maior que seja o amor, não existem garantias em relações humanas, e que talvez viver um dia de cada vez possivelmente te fará olhar para trás e descobrir que a sua relação deu certo não por uma promessa de "juntos para sempre”, mas de um sentimento que foi implementado e construído dia a dia, e que talvez seja esse o segredo de casamentos e relações que duram uma vida inteira- A essência do amor no seu momento atual. Cuidando do hoje para construir o amor do amanhã.

Please reload