Sobre o site

 

 

Com este trabalho queremos ajudar cada leitor a perceber que, mesmo diante das dificuldades emocionais, há possibilidades de superação!

 

Nossa proposta é; produzir materiais e conceder orientação profissional que favoreçam na compreensão de que: Buscar o desenvolvimento pessoal e o cuidado com a saúde são recursos indispensáveis!

CRP 06/6715/J

 

Please reload

Artigos em destaque

 

 

 

Contato

 

 

Direcionaremos suas dúvidas:

 

(11) 2598-1096
(11) 97295-0305

 

E-mail: desenvolvendopersonalidade@gmail.com

 

Atendimentos realizados nas cidades de:

 

Santo André (SP) - Centro

São Paulo (SP) - Pinheiros

  • Wix Facebook page
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Ansiedade: você sabe viver sem?

30.07.2015

Já se perguntou de onde vem a ansiedade?  Existe um grande diferencial entre estar ansioso e SER ansioso. 

A ansiedade é oriunda da dificuldade de elaboração da resolução de um determinado evento. Geralmente é a sua incerteza de êxito ou realização daquilo que acontecerá. Ansiedade está ligada ao sentimento de insegurança, e medo de não saber como lidar com tal situação.

 

Muitas vezes a ansiedade é tão comum na vida da pessoa que ela simplesmente não sabe como seria não ser ansiosa. O ser humano infelizmente se adapta a qualquer coisa, da mesma forma que se adapta a uma vida boa, acaba se adaptando também a uma vida sofrida, já que não consegue perceber condições de alterá-la.

 

A ansiedade é uma resultante de um pensamento automático e de uma crença nucelar de "incapacidade para lidar com aquilo que se apresenta”. Concorda que se você mudar a forma como constrói o seu pensamento, automaticamente o seu sentimento, e a forma como você conduz algo possivelmente será alterado também?

 

Mudar arquétipo de vida, crenças e pensamentos automáticos não é das tarefas mais fáceis, porque você já esta acostumado a agir dessa maneira por anos a fio. Construir, criar estratégias, novos pensamentos e novas crenças poderão ser o diferencial na sua ansiedade.

 

Vamos trocar a ansiedade pelo friozinho na barriga perante um novo desafio? Será que é possível? Só saberá quem tentar e estiver disposto a lutar pela possibilidade da mudança.

 

Vamos refletir?

Please reload