Rejeição, como você lida com isso?

18.07.2015

 

Não ser convidado para uma festa, ser ignorado por um amigo, ser reprovado para uma vaga de emprego, ser dispensado pelo par amoroso. Quem nunca?

Ser rejeitado é uma condição inerente ao ser humano, invariavelmente em algum momento da sua vida você será rejeitado.

 

A questão esta no impacto e na forma como você percebe isso. Não importa o que fizeram com você, mas sim o que você vai fazer com aquilo que fizeram com você. Esse é o motivo que leva as pessoas ao sofrimento psíquico, a forma como se lida com a recusa.

Penso que a rejeição caminha paralelamente ao nível de expectativas que você gera perante algo.

A espera pela vaga de emprego, a certeza que será convidado para tal festa, a convicção que você é amado, reconhecido e querido pelo meio no qual está inserido. Quanto maior for o nível de expectativas, maior será a frustração decorrente da rejeição.

 

Quanto se é preterido, o indivíduo obrigatoriamente tem que resgatar todas as suas expectativas em relação ao outro de volta para si.  Quantas vezes não ouvimos aquela pessoa que acabou de sair de uma relação amorosa (contra sua escolha) falar que: "Agora vou cuidar de mim, vou cortar o cabelo, viajar, mudar o visual, conhecer coisas novas". Esse é um possível exemplo de resgate de expectativas. Existe também quem tenha dificuldade nesse resgate de "papéis", gerando pensamentos automáticos, ansiosos e crenças de que "eu não fui capaz de sustentar uma relação afetuosa ou me mostrar relevante para alguém". Esse tipo de crença invariavelmente trará sofrimento emocional e possíveis progressões para angústia e processos depressivos.

 

Se conhecer, aprender a lidar com a rejeição, com a frustração e também a dar um novo significado no resgate de expectativas,  é um dos papéis do psicólogo dentro de um acompanhamento psicoterápico. Te auxiliar nessas compreensões.

 

 

Vamos refletir?

Please reload

Sobre o site

 

 

Com este trabalho queremos ajudar cada leitor a perceber que, mesmo diante das dificuldades emocionais, há possibilidades de superação!

 

Nossa proposta é; produzir materiais e conceder orientação profissional que favoreçam na compreensão de que: Buscar o desenvolvimento pessoal e o cuidado com a saúde são recursos indispensáveis!

CRP 06/6715/J

 

Please reload

Artigos em destaque

 

 

 

Contato

 

 

Direcionaremos suas dúvidas:

 

(11) 2598-1096
(11) 97295-0305

 

E-mail: desenvolvendopersonalidade@gmail.com

 

Atendimentos realizados nas cidades de:

 

Santo André (SP) - Centro

São Paulo (SP) - Pinheiros

  • Wix Facebook page
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon