Razão X Coração

28.06.2015

 

É muito abundante no senso comum a velha percepção de que o "coração" sempre esta em luta com a razão, vejo com frequência o desdobramento dessa fala com a seguinte frase pronta: "Prefiro ser feliz do que ter razão". 

 

O sentimento, em via de regra, vem direto do âmago da essência da pessoa, trazendo toda a intensidade do querer fazer algo por alguém, muitas vezes anulando o próprio querer e a própria vontade da pessoa de se colocar em primeiro lugar. 

 

Hoje em dia os relacionamentos não se mostram tão duradouros como no passado, parece que as pessoas não insistem mais em resolver conflitos, preferem simplesmente trocar de parceiro, ignorando que possivelmente o problema relacional se apresentará novamente nas próximas relações, caso ele não seja tratado com a devida atenção e cuidado. Lembrando que lidar com uma problemática relacional requer na verdade lidar com a sua própria dificuldade em conseguir também se desenvolver dentro da relação. Viver em uma eterna briga entre querer fazer o que a razão manda ignorando o "coração" traz sofrimento a curto prazo, mas possivelmente maturidade relacional a longo prazo. Preferir "ser feliz" ao invés de ter razão pode ser um movimento perigoso, pois pode anular o indivíduo da sua capacidade de julgamento e discernimento do que é bom para si ou do que é apenas conveniente e não requer envio de esforços para mudanças no relacionamento.

 

Vamos pensar que ouvir o coração é delicioso, mas ouvir a razão te traz crescimento! Traz dor, mas também te propicia a possibilidade de avaliar o enredo relacional e escolher entre ser "feliz" pela complacência ou construir a sua felicidade pela troca de poderes, razões e ações em comum, tarefa essa que não é fácil, requer um autoconhecimento e a compreensão daquilo que se deseja dentro de uma relação afetiva.

 

Se conhecer é um excelente caminho, a psicoterapia pode te auxiliar a compreender e diferenciar aquilo que você quer, daquilo que você precisa.

 

E aí? Vamos refletir?  Você se relaciona por amor ao outro ou também por amor próprio?

 

Please reload

Sobre o site

 

 

Com este trabalho queremos ajudar cada leitor a perceber que, mesmo diante das dificuldades emocionais, há possibilidades de superação!

 

Nossa proposta é; produzir materiais e conceder orientação profissional que favoreçam na compreensão de que: Buscar o desenvolvimento pessoal e o cuidado com a saúde são recursos indispensáveis!

CRP 06/6715/J

 

Please reload

Artigos em destaque

 

 

 

Contato

 

 

Direcionaremos suas dúvidas:

 

(11) 2598-1096
(11) 97295-0305

 

E-mail: desenvolvendopersonalidade@gmail.com

 

Atendimentos realizados nas cidades de:

 

Santo André (SP) - Centro

São Paulo (SP) - Pinheiros

  • Wix Facebook page
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon