Sobre o site

 

 

Com este trabalho queremos ajudar cada leitor a perceber que, mesmo diante das dificuldades emocionais, há possibilidades de superação!

 

Nossa proposta é; produzir materiais e conceder orientação profissional que favoreçam na compreensão de que: Buscar o desenvolvimento pessoal e o cuidado com a saúde são recursos indispensáveis!

CRP 06/6715/J

 

Please reload

Artigos em destaque

 

 

 

Contato

 

 

Direcionaremos suas dúvidas:

 

(11) 2598-1096
(11) 97295-0305

 

E-mail: desenvolvendopersonalidade@gmail.com

 

Atendimentos realizados nas cidades de:

 

Santo André (SP) - Centro

São Paulo (SP) - Pinheiros

  • Wix Facebook page
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon

TOC - Todo mundo tem um pouco?

22.06.2015

 

 

A atual "popularização" dos transtornos mentais, fizeram com que as pessoas desenvolvessem questões pertinentes a si quando se percebem em um ritual de pequenas manias. Quem nunca se perguntou se realmente trancou o carro? Quem nunca voltou para ver se a porta de casa estava realmente fechada? Porém, nem tudo que reluz é ouro, e não se pode generalizar um pequeno e pontual  excesso de cuidado com uma psicopatologia. A principal característica do TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo)   é a presença de crises recorrentes de obsessões e compulsões. O TOC  gera na pessoa uma necessidade emergente e imediata de ceder as suas próprias cobranças, tirando todo o foco de outras atividades e ações necessárias para todas as esferas de vida (trabalho, estudo, afeto), essa cobrança só é suprimida quando o indivíduo realiza essa ordem mental.

 

Geralmente os rituais  se desenvolvem nas áreas da limpeza, checagem ou conferência, contagem, organização, simetria, colecionismo, e podem variar ao longo da evolução da doença. Engana-se quem pensa que cedendo ao desejo de realizar as manias o sofrimento passe, em questão de momentos novamente a necessidade de realizar os rituais voltam a acometer a pessoa, colocando-a de novo em sofrimento psíquico.

 

Em geral os rituais e as manias são acompanhadas de ansiedade, medo e culpa, causam muito sofrimento, tomam tempo e interferem nas rotinas cotidianas, na vida social e da família. Muitas vezes não são reconhecidas como sintomas de uma doença o que faz com que as pessoas afetadas não busquem tratamento ou demorem muito para fazê-lo. 

 

As causas do TOC não estão bem esclarecidas. Certamente, trata-se de um problema multifatorial. Estudos sugerem a existência de alterações na comunicação entre determinadas zonas cerebrais que utilizam a serotonina. Fatores psicológicos e histórico familiar também estão entre as possíveis causas desse distúrbio de ansiedade. Pelo ponto de vista psicológico, o TOC  pode estar ligado a uma forma ineficaz de resolução de conflitos, fazendo com  que a pessoa tenha que repetir por inúmeras vezes o mesmo movimento para se conscientizar que "efetivou" uma tarefa com sucesso. 

 

A psicoterapia pode auxiliar , gerando auto conhecimento , identificando pensamentos automáticos e auxiliando na construção de novas e fidedignas crenças que amenizem e resignifiquem o sofrimento psíquico.

Please reload